Esqueci minha senha

Notícias

Voltar
Homepage Notícias
Por: FLAVIA VIRGINIA DA SILVA
11/052018 16:45

ANEAC participa de Seminário e Ato em Defesa das Empresa Públicas

No Auditório Nereu Ramos – Anexo 2 da Câmara dos Deputados em Brasília, foram realizados o Seminário e Ato promovido pelo Comitê Nacional em Defesa  das Empresas Públicas em 08/05/2018, com o tema “Se é público é para todos”. . Também ocorreu mais um lançamento do livro “Se é público, é para todos”. Na mesma manhã, aliás, audiências públicas debatiam dois assuntos correlatos: as regras para a venda do petróleo da União obtido nos contratos de partilha e a privatização da Eletrobras.

O Seminário foi coordenado pela Representante dos Empregados da Caixa no Conselho de Administração da empresa Rita Serrano. A mesa de abertura contou com representantes da FENAE, CONTRAF, Federação Única dos Petroleiros (FUP), Intersindical, CTB e CUT Nacional.

Nesta primeira etapa foram abordados temas referentes: ao sucateamento das empresas e serviços públicos, com a finalidade de enfatizar a idéia de que o que é público é ineficiente; foi lembrada a importância estratégica do setor energético para o país, lembrando que 70% da produção de energia elétrica nos EUA tem controle do Estado; foi enfatizado o impacto que a emenda constitucional conhecida como PEC do Teto já causa na rotina da população brasileira; a urgência de se fazer negócio com atividades das empresas públicas, citando-se o exemplo da loteria instantânea da CAIXA, as refinarias da Petrobras e o caso da Eletrobrás; e os reflexos da reforma trabalhista para os trabalhadores em geral e também para os empregados das estatais.

Em seguida houve manifestações de representantes do Banco do Brasil, da Empresa Brasileira de Comunicação EBC, Eletrobrás, BNDES, Embrapa e da Caixa. Também alguns parlamentares participaram do evento, manifestando solidariedade com a campanha.

Vários temas foram tratados, dentro das especificidades de cada empresa citada, sendo identificados diversos pontos comuns, como, por exemplo, o reconhecimento do papel das empresas estatais para o desenvolvimento do país.

A Carta-Compromisso foi redigida para ser usadas nas campanhas eleitorais deste ano, para que os candidatos se comprometam com a defesa das empresas públicas e do patrimônio público. “No Brasil, assim como na maioria dos países, um conjunto relevante de bens e serviços foi e é produzido por agências ou empresas públicas. (...) Em muitos casos, embora possam não ser de interesse para a exploração privada, são fundamentais ao desenvolvimento econômico e social de um país”, afirma um trecho do documento.

Finalizando o Seminário foi enfatizada a importância de se identificar os pontos comuns entre empresas públicas na prestação de serviços para a população brasileira visando os interesses coletivos e a soberania nacional, para serem tratados mais detalhadamente e divulgados junto à população.

 

 

Forte Abraço

            Diretoria ANEAC

Gestão 2017-2018